Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Montes Claros

Entrar

Audiência Pública da SAM em Grão Mogol reúne quase 600 participantes

Banner

 

Cartazes de apoio ao empreendimento estavam espalhados pela quadra da Escola Estadual Professor Bicalho, que abrigou cerca de 600 pessoas que participaram, na noite de ontem (10), em Grão Mogol, da Audiência Pública sobre o Projeto Bloco 8 da SAM Metais. Previsto na legislação ambiental, o procedimento tem caráter consultivo e promove a participação da comunidade no processo de licenciamento. A Audiência Pública foi realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais e cumpriu sua finalidade de expor o empreendimento em análise e os estudos ambientais para a população, respondendo suas dúvidas, recolhendo críticas, opiniões e sugestões a respeito.


Segundo a diretora de Relacionamento e Meio Ambiente da SAM, Gizelle Andrade, responsável pela apresentação do empreendimento na reunião, este foi mais um importante passo para a promoção do desenvolvimento sustentável no norte de Minas. “Dando continuidade ao nosso processo de diálogo e transparência com a sociedade, na audiência trouxemos ainda mais informações sobre os impactos do projeto e as medidas e programas que realizaremos para tratar esses impactos, potencializando aqueles que são positivos para gerarem cada vez mais oportunidades e benefícios para as comunidades e tratando ou compensando os negativos”, avalia.


O Projeto Bloco 8 é formado principalmente por um complexo minerário e uma barragem de água. Além de trazer soluções para a disponibilização dos recursos hídricos, o projeto tem como compromisso fomentar na região uma plataforma de crescimento econômico e social. O investimento atual previsto pela SAM para o empreendimento é de 2,1 bilhões de dólares tornando viável a extração de minério de ferro de baixo teor (média de 20%) e a transformação do minério do norte do estado em um produto de alta qualidade. O tratamento do material a ser realizado no local viabilizará o aumento de sua concentração de 20% para um teor de 66,5%. A previsão é que sejam gerados 6.200 novos postos de trabalho direto durante o pico da fase de implantação do Projeto Bloco 8, e mais 1.100 empregos durante a sua operação, com produção anual de 27,5 milhões de toneladas de concentrado minério de ferro.  


Manifestações


Após as explicações sobre o empreendimento, o solicitante da Audiência Pública – Nixon Marlon Gonçalves, prefeito de Fruta de Leite – dividiu seu tempo de fala com os demais prefeitos dos municípios que estão na área do Bloco 8 - Padre Carvalho, Josenópolis e Grão Mogol. Os gestores municipais são unânimes no apoio ao projeto e deixaram clara sua posição. Segundo Marlon Gonçalves, “os benefícios que o Bloco 8 trará são inúmeros e nosso povo merece um futuro melhor”.


O prefeito de Padre Carvalho e presidente da AMAMS, Nilsinho, disse que respeita todas as opiniões, “mas uma minoria não pode impedir a chegada do progresso para nossa região”. Daniel Queiroz, prefeito de Josenópolis, afirmou que “essa é a chance que temos para transformar nosso município. Precisamos da SAM e peço que a SEMAD aprove essa LP”. Finalizando, a fala dos prefeitos, Diego Fagundes, prefeito de Grão Mogol, defendeu a democracia e a voz do povo. “Quero cobrar da SEMAD que escute o povo de toda região que clama pelo projeto”.


Outras 38 pessoas, entre moradores e entidades, se manifestaram mediante prévia inscrição. Os três minutos de fala, que eram livres foram usados para fazer perguntas, dar depoimentos e expressar opinião e percepções sobre o empreendimento. A maioria das dúvidas era relativa à negociação de terras e contratação de mão de obra local. Gizelle Andrade explicou que nenhuma negociação será iniciada antes da obtenção da primeira licença ambiental – a Licença Prévia (LP) e que a SAM fará tudo respeitando as pessoas e seguindo rigorosos padrões legais. Quanto à questão da geração de empregos, a diretora da SAM salientou que é um compromisso da empresa priorizar sempre a contratação de pessoas da região e por isso, assim que a LP sair, serão iniciados os programas de capacitação para futuros funcionários e também fornecedores locais.


As manifestações dos presentes confirmaram o anseio da sociedade norte mineira pela vinda do empreendimento para a região. A frase que ecoou durante toda audiência foi “Eu apoio o Bloco 8”.

Compartilhe

FALE COM A GENTE

Rua Carlos Gomes, 110, Centro, Montes Claros, Minas Gerais
Segunda a sexta, 09:00-17:00
(38) 2101-3300
(38) 99737-0151

Siga-nos